Ser Feliz....

SER FELIZ É... Uma questão de saber, de determinação: - é saber domar a fera que pode habitar nosso íntimo. Uma questão de "percepção": - é perceber que as almas infelizes envelhecem mais cedo.. Uma questão de "compreensão": - é compreender que a grandeza da vida também se deve aos obstáculos vencidos... - é comprender que pode ser fácil abrir mão da realidade, mas que pode não não ser tão fácil abrir mão de um sonho. Uma questão de "aprendizado" - é aprender a se conhecer para se avaliar. Uma questão de "atitude": - é demonstrar que as ações dizem mais que as palavras. Mas, acima de tudo, ter em mente que ser feliz...é manter o coração tão pleno de amor que não fique espaço para o mal.

Sabedoria Indigena...

Diz a sabedoria indígena q qdo não cumprimos o q prometemos, o fio de nossa ação q deveria estar concluída e amarrada em algum lugar fica solto ao nosso lado. Com o passar do tempo, os fios soltos enrolam-se em nossos pés e impedem q caminhemos livremente...ficamos amarrados às nossas próprias palavras. Por isso os nativos tem o costume de "por-as-palavras-a-andar" q significa agir de acordo com o q se fala; isso conduz à integridade entre o pensar, o sentir e o agir no mundo e nos conduz ao Caminho da Beleza onde há harmonia e prosperidade naturais."

quinta-feira, 2 de junho de 2011

O Amor

O amor é como a velhice tem altos e baixos, suas diferenças. É melhor cair e se levantar do que morrer sem tentar. É melhor morrer velho com uma bagagem de experiência para ensinar e ter lindas histórias pra contar do que ficar sentado vendo o tempo passar. É melhor envelhecer com espírito jovem do que ser um jovem velho. É melhor ser chamado de velho do que se chamado de imbecil sendo jovem. É melhor nascer e envelhecer, que morrer antes de nascer. Enfim, tanto o amor quanto a velhice, são lindos. É lindo envelhecer assim como é maravilhoso amar. Envelhecer com dignidade é amar a si mesmo. É melhor se chamado de idoso a ser um garotão idiota. No amor é assim, vale mais sofrer por amor que morrer sem viver uma grande paixão. É melhor morrer de amor que gritar de dor. É melhor gritar eu te amo do que ouvir eu te odeio. É melhor morrer de amor aos setenta anos, do que morrer enfartado aos vinte sem ter tido a chance de conhecer um grande amor. Nascer e morrer faz parte da existência, da natureza. Tudo que tem fôlego morre, é a lei da natureza. Temos que aceitar? É claro que sim. Desde que nascemos, sabemos que vamos morrer. Ninguém nasceu enganado.

Devemos das graças porque nascemos e porque vivemos aqui. Porque sabemos que um dia morreremos. Ninguém veio para semente. Nem a própria semente, porque um dia ela deixa de ser semente para se tornar uma bela arvore. Que viverá e morrerá com o tempo, nova ou velha. Se tivermos amor a natureza e zelarmos por ela, morrerá velha. Mas se não tiver amor a ela e não cuidarmos, morrerá jovem como muitos de nós. O amor está sempre presente, mas muitos não vêem. Não existe essa: você é jovem demais para amar ou você é velho demais para amar. Não importa que idade tem. O amor não tem idade. Por isso corra, grite, dance, diga eu te amo.... Você envelheceu mas a criança que existe em você ainda nem cresceu. Se você envelheceu e daí? Você ainda não morreu! Solte a criança que está presa.Coloque um boné, uma bermuda e caia na dança! Se declare! Declaração faz bem para que a faz e levanta o ego de quem a recebe. O amor é uma dádiva de Deus. Ele plantou o amor em todos os corações apesar de que em alguns corações esta semente ainda não germinou. Mas um dia quem sabe? Antes tarde do que nunca. Mas e em você, que a arvore do amor esta crescendo ou crescida, espalhe essa semente por ai, e contagie o mundo com essa essência tão especial. Não tenha vergonha de amar. Ame, ame muito!